quinta-feira, 20 de novembro de 2008

POVO COBARDE

E foi sempre assim... os portugueses como povo, sempre assumiram como suas as vitórias e encontraram bodes-espiatórios para os fracassos.

Li esta manhã um título num matutino que anunciava o resultado de 6-2 do jogo de futebol de ontem, entre a selecção portuguesa e a selecção brasileira: "Selecção de Queiroz humilhada na capital brasileira".

Típico! É caso de dizer: "mesmo à portuguesa!" Caso o resultado tivesse sido o inverso adivinho que o título no mesmo jornal seria: "Selecção nacional humilha selecção brasileira na sua capital".

Eu chamo a isto de cobardia e mesquinhez, dum povo com baixa auto-estima e imaturo.

Maturidade é também saber assumir as suas limitações e as suas derrotas. Maturidade é saber continuar em frente, de cabeça erguida, mesmo que não nos aplaudam e entoem que somos os melhores do mundo. Maturidade é saber construir uma identidade própria pela elevação cívica de todos os indivíduos e não, esperar que uma selecção de futebol seja um símbolo da excelência dum país.

Um país que se revê nos resultados duma equipa de futebol é um país menor. Perdido na sua falta de identidade nacional.

Eu considero-me um apátrida exilado, mas assumo a minha identidade africana e revejo-me em todos os sucessos e fracassos dos diferentes povos do meu continente-mãe; que é também o continente-mãe de toda a Humanidade.

Podemos ser um continente flagelado e martirizado por todo o tipo de sevícias, mas nós africanos, somos povos que acreditam num amanhã possível. E aparte todos os desaires dos diferentes povos que compõem esta imensa manta-de-retalhos humana, somos orgulhosos da nossa natividade e identidade africana!

4 comentários:

São disse...

Embora tenhamos defeitos, também temos qualidades.
Por isso, me permito dizer-te que não gostei do título.
Bom fim de semana.

ManDrag disse...

Salve! São
Nunca neguei as qualidades dos portugueses e sou um dos primeiros a levantar-me em defesa deles.
Afinal tens todo o direito de não gostar do título, assim como me assiste o direito de o utilizar, pois é nisso que reside a liberdade de pensamento e expressão.
Além de que a verdade é sempre dura de ouvir.
Bom FDS também para ti, Amiga do coração.
Abraço.
Salutas!

Paulo disse...

ManDrag

Por muito que nos custe, a verdade acima de tudo e tens razão no que referes.

Introspectivamente, encontraremos um rumo, que se estende na linha de água...

Abraço-te assim ;)

ManDrag disse...

Salve! Meu bom Paulo

Pois é, a verdade é sempre dura, quando não é lisonjeira.
Mas como dizes, tenhamos esperança que a tempo traga mais discernimento. Quem sabe?...

Te abraço, do fundo da alma.

Salutas!