sábado, 14 de março de 2009

VATICANO: TRONO DE ASSASSINOS

Foi o massacre dos Cátaros.

Foram as Cruzadas, com todo o seu historial de chacinas e pilhagens.

Foi a perseguição aos Templários, com a sua eliminação a fio-de-espada.

Foram séculos das atrozes e infames fogueiras do Santo Ofício da Inquisição, mais o seu perverso sistema das mais desumanas torturas.

Foi a metódica eliminação das estruturas sociais e culturais dos povos nativos das Américas Centrais e do Sul, de África, da Austrália... e mais mundo houvesse. Muitas vezes conivente com a escravização desses mesmos povos ou com a sua sumária eliminação.

Foi o silêncio cúmplice perante os horrores do holocausto nazi.

Foi o ignóbil auxílio na fuga dos criminosos nazis.

É o rol de casos de pedofilia, perpetrados alguns por altos dignatários da hierarquia católica, abafados e subtraídos impunes perante a justiça.

É a criminosa actuação da Igreja perante o flagelo da pandemia da SIDA no continente africano. Um verdadeiro genocídio por inacção perfidamente premeditada.

São as condenações e excomunhões à la carte, justificadas por um dogmatismo doentio e malévolo.

E tudo isso teve início na abolição dos ensinamentos de Cristo por esse tal Paulo de Tarso, cuja semente demoníaca perdura  no olhar cinicamente agoirento deste que agora se senta no chamado Trono de Pedro.


2 comentários:

Serginho Tavares disse...

A igreja católica é sem dúvida a grande responsável pelo atraso que ainda vive o mundo moderno.
Um texto perfeito. Como sempre.











[te amo]

JotaSP disse...

Que dizer?
Apenas, assim, agradeço a simpatia e a visita. É sempre MUITO bom ver-te lá pelo sítio peludo_____________________
Obrigado e desculpa agora a crescente falta de tempo!
Um abraço »»»