sábado, 5 de setembro de 2009

BEIJANDO

Esta semana, no Brasil, foi detido um turista italiano por ter beijado, nos lábios, a filha de oito anos na piscina pública duma instalação hoteleira. A presença da polícia e a instauração do processo judicial foram pedidos por turistas brasileiros que se encontravam no local e se sentiram vexados pela conduta do indiciado. 

Num país onde tão pouco se tem respeitado a criança (lembremos o massacre dos meninos de rua na Candelária) e onde se induzem as crianças ao consumo e tráfico de drogas, onde se instigam os menores a toda a prática de crimes e se os educa através duma programação televisiva de gosto duvidoso, tal medida é mesquinha, revelando um absurdo excesso de zelo, carregado duma imensa xenofobia.

Se o Brasil quer crescer como país com pretensões a ocupar no mundo um lugar de liderança, então o seu povo tem de se reeducar do seu chauvinismo marialva e do machismo obsoleto e tacanho com que pauta o seu quotidiano.

Não é através de telenovela que se educa um povo!

2 comentários:

Serginho Tavares disse...

O problema está justamente o brasil querer ter pretensões a ocupar no mundo um lugar de liderança. Com um povo desses tenho medo.

Mais um texto fabuloso amor, amo te.

Maria Helena disse...

O problema nem está em querer liderar,pois liderar é um mistério ao qual nem todos têm acesso. O problema reside na mania doentia de mandar na consciência dos outros e ver nas acções dos demais todo o mal que nós próprios somos capazes de fazer.Na falta de verdadeiros valores inventam-se situações punitivas que servem os bem-pensantes e a sua falsa moralidade.