sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

CREPÚSCULO

O encanto do espectáculo diário do declínio da luz, que deveria ser assustador, mas antes surte um efeito de júbilo, por anunciar o fim de mais um dia de trabalhos e canseiras.

2 comentários:

Serginho Tavares disse...

Um lindo texto
Poético como sempre és


Te amo muito

Leandro disse...

O entardecer ...

(sem mais)