quinta-feira, 30 de junho de 2011

MISSED POOR BOY

Na década de setenta do século passado eu extasiava-me com a música dos Emerson, Lake & Palmer. A sua formação em trio era suficiente para produzir boa música e a predominância de teclados era um dos aspectos que mais me atraía.

Descubro depois uns alemães com um estilo semelhante, embora suficientemente distinto para não ser cópia: os Triumvirat. Rendi-me logo na primeira audição do seu “Illusions on a Double Dimple” (1974).
Em seguida foi a vez de “Spartacus” (1975) me cativar. Mas logo se deu a saída do baixista e vocalista Helmut Köellen. Lembro de na ocasião alguns críticos terem afirmado que a sua voz era deficiente, não se enquadrando no som da banda e que teria sido esse o motivo da retirada. Discordei por completo!
Para mim o timbre de Köellen é um dos pontos de referência dos dois álbuns que ele gravou com a banda e que se tornaram os maiores sucessos de sempre dos inconstantes (em termos de formação) Triumvirat.

Köellen não havia abandonado por alguma incompatibilidade com o projecto do trio, mas apenas para enveredar por uma carreira a solo.
A 3 de Maio de 1977, Köellen chegava a casa de carro. Sem ter saído da viatura, nem ter desligado o motor, ficou ali mesmo na garagem, escutando algumas músicas do seu primeiro álbum a solo ("You Won’t See Me"), que se encontrava em fase de produção. Mais tarde foi encontrado morto por intoxicação com monóxido de carbono. Tinha 27 anos.

7 comentários:

Glorinha L de Lion disse...

OI Man Drag, uau! Que estória hein? Macabra....Gostei de saber, não conhecia....beijos,

Wanderley Elian Lima disse...

Não conhecia essa estória. Gostei muito do som.
Bjux

Junnior disse...

Também não sabia dessa história nem conhecia o Köellen.
Me lembrou o Pink Floid.
Bjoks.

Mari disse...

Que trágico e triste :(

Paulo Braccini - Bratz disse...

adorava EL & Palmer ...

brilhante resgate ...

Serginho Tavares disse...

morreu cedo demais mas deixou um legado maravilhoso!

Beth/Lilás disse...

Coitado! Nem sentiu que estava morrendo ali fechado na garagem, que história, hein!
Bem, dessas bandas que falou só me lembro bem dos Emerson, Lake & Palmer porque meus irmãos eram super fãs.
beijinhos cariocas
]