segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

ESPLANADA


Há uma substancial diferença entre sair de casa para passear e apreciar o mundo e a cultura das gentes, ou sair de casa para sentar na esplanada empanturrando-se de cerveja e olhando os excessos adiposos sobrando de roupas escassas de muitos números abaixo da medida.

5 comentários:

Diogo Didier disse...

Grande reflexão!

Serginho Tavares disse...

Seguindo a risca este post, talvez nunca mais saiamos de casa...
huahuahuahua

São disse...

...ou então os ossos, que também não são espectáculo agrdável de ver!

Gostei da música.

Beijinhos, meu querido.

Paulo Roberto Figueiredo Braccini . Bratz disse...

apesar de tudo ainda amo sair e ver a vida correndo de todas as formas e em todos os lugares ... preciso disto ...

nature boy é algo fantástico ... esta versão é das melhores q conheço ...

Hürrem disse...

Adorei a tua reflexãõ! hahaha mas concordo com o Serginho, se fores prestar atenção nisso nunca mais sairão de casa, pelo menos não no Brasil!! hahaha Abraço fraterno