terça-feira, 24 de janeiro de 2012

VIAJAR NO TEMPO: O GRANDE SALTO ATRÁS

Eu, quando era criança, sonhava que no século XXI o mundo seria como um paraíso civilizacional; toda a gente viveria bem e feliz, as cidades seriam jardins aprazíveis, onde todos teriam casas confortáveis, não haveriam pobres e cada um faria o que sabia e queria, contribuindo assim para o bem estar geral. As deslocações seriam fáceis e cómodas, tendo todos a liberdade de viajar para qualquer lado do planeta, pois a humanidade haveria aprendido a viver sem fronteiras e sem injustiças, nem rivalidades.

Mas agora, no século XXI, ao atravessar o Atlântico eu consegui o que muitos consideram impossível: viajar no tempo. Eu vim directamente do século XXI para o tempo das cavernas.

Melhor mesmo viajar na música.

3 comentários:

Serginho Tavares disse...

A humanidade realmente está a caminhar para trás!

Diogo Didier disse...

Falta muito para que esse seu modelo de sociedade saia dos sonhos e faça parte da vida real!

Paulo Roberto Figueiredo Braccini . Bratz disse...

uma nova idade média é o q vivemos mas tb acredito em nova idade de luzes ...

bjão