segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

O CRIMINOSO

Este é Muammar Kaddafi, detentor do trono presidencial da Líbia, que mandou as forças armadas bombardear e disparar sobre o seu próprio povo, que se manifesta pedindo o fim dum regime criminoso e opressor. Esperemos que a ONU e a Comunidade Internacional saibam agir com prontidão e evitar uma escalada assassina por parte deste déspota sem escrúpulos.

7 comentários:

Serginho Tavares disse...

Afff! Morri de medo com essa foto agora!
Não é que o homem está tão destruído que mais parece um maracujá engavetado!
Vá de retro Satanás!

Beth/Lilás disse...

Alguma coisa tem que ser feita para deter um maluco como este.
Cara do mal, cruzes!
abs carioca

Junnior disse...

Basta olhar para esse olhar gélido. O seu rosto e expressão parecem a sua autobiografia.
Beijos.

Mari disse...

Hoje tentei ver seu discurso, mas não conseguia entender bem com a tradução em turco e ele falando árabe de lá...Mas os gestos, o jeito que ele movimentava a mão ao falar...Só pela aparência já dá um verdadeiro ditador.

São disse...

Eu já comentara, mas parece que não entrou.

A questão que coloco é esta: qual o peso do petróleo na atitude da sociedade internacional, depois de todas as cedências que tem feito face á criatura?

E ainda falta a Síria, que é a mais perigosa, na minha opinião.

Abraço.

António Rosa disse...

Organismos internacionais?

O Conselho de Segurança das Nações Unidas condenou a Líbia por unanimidade, declarando que o regime de Khadafi tem de agir com contenção e respeitar os direitos humanos e as leis internacionais... Do mesmo passo, a Liga Árabe suspendeu a Líbia.

Tocante!!!!!! E inoperacional!

E lá veio ele com o discurso que não é o «presidente», mas sim, «o guia da revolução». Vai correr muito sangue, por ali.

Abraço.

Paulo Braccini disse...

a vergonha continua ... e todos q até ontem o apoiavam no mundo político agora o degradam ... USA, Europa, etc etc etc ...

não sei onde a vergonha é maior ... ele se tornou criminoso e bestial esta semana? enfim ...

Vivas ao povo da Líbia

;-)