terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

NAN-IN

Um professor universitário foi visitar o mestre Nan-In, para se informar sobre o Zen.
O mestre serviu chá. Encheu a taça do seu visitante e continuou a deitar. O professor observou até que replicou incomodado:
- Está a deitar por fora! Não cabe mais!
- Tal como esta taça - respondeu Nan-In - estás cheio com as tuas próprias opiniões e conjecturas. Como poderei revelar-te o Zen, se antes não esvaziares a tua taça?

Dedicatória: ao Lobo e a todos aqueles que procuram o Caminho do Meio.

4 comentários:

São disse...

Já conhecia, mas é sempre bom relembrar ensinametos profundos transmitidos de maneira simples.

Beijinhos.

Serginho Tavares disse...

Adoro este conto. E como disse bem a São é sempre bom relembrar ensinamentos como este.

Beijos meu amor!

Lobo disse...

Já conhecia. Mas é uma sabedoria que nunca é demais de lembrar e passar adiante. E sempre tem gente precisando ouvir XD

Junnior disse...

Eu não conhecia e adorei.
É tão simples, mas tão instrutivo e verdadeiro.
Lição que serve para alguns blogueiros, inclusive [numa analogia aquém da força deste ensinamento].
Beijos.