domingo, 20 de maio de 2012

LILITH




É o símbolo da liberdade sexual da mulher e da sua paridade com o homem. Daí ter sido diabolizada, referida como demónio, monstro, vampiro, por todas as religiões e tradições machistas.

Lilith teria sido a primeira mulher, moldada do pó da terra juntamente com Adão. Mas como ela não aceitava a sua submissão a ele, foi preterida e substituída por Eva. Esta sim, disposta à subserviência e resignação.

Os mitos de Lilith foram, como tudo o mais da tradição do Livro (a Bíblia), trazidos e deturpados do seu sentido original, pelos judeus do seu cativeiro na Babilónia.

6 comentários:

Speedy the Turtle disse...

conhecia o mito à volta do nome Lilith. Agora o background que a relaciona como uma mulher antagónica a Eva, desconhecia. Obrigado pela informação :)

Cultura nunca é demais

Paulo Roberto Figueiredo Braccini . Bratz disse...

Valiosa informação q corrobora cada vez mais toda esta mitologia judaico-cristã q não tem outro objetivo q a submissão humana e a sua negação qto à sua verdadeira confirmação de SER.
Parabéns querido pela relevância do post.

Cores da Crise de meia idade! disse...

Tanto-se fala sobre as figuras de poder masculinas e Lilith é a mãe de todas as figuras de poder femininas....Varrida para os infernos desse sua gênese!
bjs

Raphael Martins disse...

Banho de cultura.

São disse...

Viva Lilith!!!!

Beijos para ti, Amigo.

Serginho Tavares disse...

Nunca foi de interesse dos homens assumir a existência de uma mulher que diz não e sim quando bem entende.