terça-feira, 16 de agosto de 2011

HALLELUJAH


Eu, tal como milhões de portugueses, sou descendente de judeus e muçulmanos, brutalmente convertidos ao cristianismo (único modo de evitarem a condenação às fogueiras da Inquisição) por uma cláusula do contracto de casamento de D. Manuel I com D.ª Isabel de Aragão. Esta cláusula foi imposta pelos pios Reis Católicos de Espanha (Isabel I de Castela e Fernando II de Aragão), na sequência da genocida perseguição que vinham movendo nos seus territórios aos judeus e muçulmanos.
Presto aqui o meu preito a esses milhares de infelizes que se viram privados de tudo em nome do fanatismo religioso.
Sou assim um descendente de cristãos-novos.

Em nome da minha ancestralidade judaica...

7 comentários:

Serginho Tavares disse...

a pior coisa que pode existir é impor algo para alguém!
é muito triste

linda canção
beijos amor

Wanderley Elian Lima disse...

Olá amigo
Grande desabafo e um belo post.
Bjux

Beth/Lilás disse...

Uau, que música linda!
É mesmo, quantos descendentes de portugueses tem este sangue judeu!
Como a religião cristã/católica fez um verdadeiro estrago no mundo, genteeeeeeee!
Por isso até hoje vemos os reflexos dessa imposição forçada, quantas guerras e mortes.
abraço carioca

William Garibaldi disse...

Hallelujah!

Saúdo os seus e os meus antepassados Judeus!

Prazer vir aqui!
Que blog bonito!
Esta imagem é catrivante ali em cima!

Abraço!!

São disse...

Pois, também presto homenagem às vítimas de qualquer espécie!

Lamento é que o Estado de Israel se comporte como o faça e a MOssad seja equivalente á Gestapo e que a maioria dos judeus monopolize o sofrimento e não tenha uma palavra para recordar quem foi também vítima de perseguições e intolerãncias!!

Um abraço

Junnior disse...

Há sempre uma história com música por aqui. Sempre uma visita agradável.
Bjaum e bom fimde.

Paulo Braccini - Bratz disse...

Uala! tb tenho sangue judeu ... tb sou capricorniano ... já viu né?