terça-feira, 20 de setembro de 2011

FADIGA DA ALMA

Cansado... Cansado de lutar contra mim. Contra as fobias que me dominam e reduzem a minha vontade a uma expressão insignificante de...

Cansado de ser sempre tarde... de ter chegado depois... de ter arrancado antes... sem destino reconhecido... Porque o meu tempo é mais lento - muito mais lento - que o tempo universal (o tempo de todos). E quando eu exprimo o gesto... já o momento se foi.

Cansado de ficar sempre à porta. Retido pelo umbral. Sem conseguir encetar um passo que seja, para onde quer que queira ir... ou mesmo não ir.

Cansado de tanta solidão, sem conseguir ficar só. Libertadoramente só!

Cansado de não ser escutado e ser mal-interpretado. Cansado de ser ignorando com perigoso descuido.

Cansado de lutar contra uma ânsia de terminus, que muitos (muitos de muitos, de vós, quase todos) poderão achar pateticamente trágica, mas que para muitos outros se torna terrivelmente real. E, depois de saciada, irremediavelmente definitiva.

Cansado de esperar sem esperança, por saber que só posso contar com algo tão básico como o mais primitivo instinto de sobrevivência. Já que as razões da razão aos humanos não assistem, nos tempos sem tempo em que todos se lançam alienadamente. Cegos!

Porque a depressão é um cansaço contínuo.
A depressão é uma doença, que exige tratamento psicológico e farmacológico.
A depressão não é um enfado momentâneo, que se resolve indo dar uma volta pela marginal (como já um agente médico teve o desplante de se referir ao meu problema de saúde).
A depressão ainda é um tabu, que poucos querem reconhecer como epidemia na nossa sociedade actual.
A depressão ainda é vista como preguiça; um dos sete pecados mortais, estigmatizados pela moral religiosa.

9 comentários:

Beth/Lilás disse...

Querido amigo!
Se lhe serve de consolo, saiba que estou por aqui para dizer-lhe que desejo que tudo mude, que dias melhores venham, que saiba ultrapassar este momento difícil e que a luz brilhe novamente em seu coração.
um grande e afetuoso abraço

São disse...

Meu Amigo, de coração te aperto e aconchego na minha alma.

Lobo disse...

Depende. Depressão tem níveis, eu acho. Algumas que precisam de intervenção, outras que a pessoa dá conta sozinha. Depende muito. Eu não faço ideia do que seja uma depressão clínica, então nem posso falar muito. Só desejar que tudo fique bem.

Paulo Braccini - Bratz disse...

muitas coisas cansam na vida, mas não podemos desanimar e cansar da vida ... arriba irmão ... à luta ... a vida continua aí para ser vivida ...

Serginho Tavares disse...

Amo te, sabes que sempre poderás contar comigo

Beijos

Cores da Crise de meia idade! disse...

Só posso escrever que entendo cada dor e imobilidade sua. Tenho pena pela maioria das pessoas acharem que dizer pra vc : Força,a luta continua.....é de alguma valia a não ser piorar a sua situação( ignore os clichês,meu amigo).
Ao Sergio ,a única resposta valida ao seu post!
Foca nela!

Pedro Ojeda Escudero disse...

Ese cansancio está dentro. Pero desde el fondo del pozo también se ve la luz y se pueden encontrar fuerzas para seguir adelante.

Glorinha L de Lion disse...

Querido Man, como te entendo! Passo por momento parecido...nunca imaginei em minha vida que um dia falaria isto, mas estou em plena, exacerbada, caótica, solitária depressão! E não há volta ali na esquina ou qq tipo de distração que nos alivie, sequer forças temos pra dar um passo na direção da porta ou da janela...Nunca havia compreendido os depressivos, hj estou sentindo na própria pele essa dor cujos motivos nem sabemos explicar...Dizem que depressão é raiva. Eu creio nisso. Que possamos sair dessa dor e dessa ira, meu amigo! Grande beijo solidário da amiga,

Mari disse...

O tabu, preconceito e cura parecem não achar seus meios para o fim. Tanto que confesso não saber nem o que dizer agora. Só ouso dizer que desejaria que tudo fosse mais simples, pra todo mundo...