quinta-feira, 1 de setembro de 2011

NUM DIA DE SOL...

Na democracia o governo deverá ser de todos. A população não deverá delegar apenas a sua vontade no poder dos governantes, comportando-se assim como elemento passivo em regime totalitário. “Há que governar com inteligência” e para tal deverá haver o empenho de toda a população.

Não basta ficar na expectativa de legislações vindas de cima para encetar comportamentos inteligentes e de benefício geral. As populações devem tomar em mãos os destinos das suas vidas e empenhar-se por mudar hábitos e atitudes em função dos resultados ambicionados por todos. Maus hábitos não se mudam por decreto, mas por vontade e auto-educação.

5 comentários:

Serginho Tavares disse...

Sim, uma verdadeira democracia deveria ser assim, mas acho que aqui no Brasil isto não vai acontecer jamais, a não ser que o povo seja exterminado!

Beijos meu amor

Paulo Braccini - Bratz disse...

este é o conceito ... mas como faz nesta terra tupiniquim ...

Lobo disse...

Isso não seria a anarquia?

Beijo Mandrag!

BlueShell disse...

Já tinha saudades de ouvir Fausto.
De facto...podemos eleger os nossos representantes mas....devemos estar atentos e criticar...não deixar que nos amordacem , nem nos toldem o pensamento. Como cidadão temos direito e deveres: e temos o dever de intervir politicamente nos destinos do País. Como sabes Portugal está a atraveassar um peródo difícil. Os governantes sucedem-se,,,mas cada um mente com quanto dentes tem: uma vergonha - cabe-nos a nós, equanto nos for permitido, denunciar, em blogs, em jornais...depertar consciências conformadas ou adormecidas! Pactuar com a intrujice e com a corrupção...isso, não!
Abraço
BShell

São disse...

Infelizmente, a população acomoda-se e quem é eleito tudo faz para que assim continue achando que a democracia se resume a votar de quatro em quatro anos, claro.

Beijinho