segunda-feira, 31 de maio de 2010

ATÉ QUANDO?

Até quando iremos assistir à carnificina impune promovida pelos israelitas?

Israel é um estado terrorista, que promove aberta e deliberadamente o extermínio do povo palestiniano, com a bênção e auxílio dos USA.

Como havia ameaçado, Israel atacou, em águas internacionais, uma flotilha de navios não militares que se dirigia para Gaza com toneladas de bens de auxílio ao povo palestiniano aí retido. A Faixa de Gaza é um campo de concentração que os sionistas mantêm impunemente e com o beneplácito dos americanos. Apoderaram-se ilegalmente de navios civis e dispararam sobre civis que tentavam defender-se da sua brutalidade, provocando mortos e feridos em números ainda não divulgados pela censura militar israelita.

Os judeus promoveram mais uma das suas intervenções de terrorismo de estado. A uma acção deste tipo os USA costumam responder com o bombardeamento e invasão do país promotor da barbárie. E agora? Qual foi a resposta de Washington? Dizem que estão a “trabalhar para tentar compreender as circunstâncias que rodearam a tragédia”. Pois! A tentar arranjar uma boa desculpa para continuar apoiando o genocídio impune que o estado de Israel vem promovendo sobre o povo palestiniano.

Israel possui armas nucleares e encontra-se fora de qualquer acordo internacional sobre esse tipo de armamento. Tem também dado provas de ser um perigoso agente provocador de instabilidade e insegurança na região. E o que a comunidade internacional tem feito? Nada! E o que os USA têm feito? Apoiado!

Israel não respeita os Direitos Humanos nem o Direito Internacional. Age a seu bel-prazer e seguindo apenas os seus interesses imperialistas. E todo mundo faz vista grossa. Porquê?! Porque os judeus sempre foram os donos do dinheiro. E nos dias que correm toda a politica se resume a isso: quem manda no dinheiro.

4 comentários:

São disse...

Nunca pensei dizer isto: não sei se Hitler não teria razão quando insultava os judeus. Não quando criou o horror dos campos de concentração, claro, mas sim ao apontar os esquemas de que se têm servido ao longo do tempo.

E deste abuso da vitimização , como se fossem as únicas vítimas ,,,e isso lhe desse o direito de massacre!!


Quanto aos EUA que se pode dizer mais do que denunciar a hipocrisia e os interesses?! Quanto ao resto da comunidade internacional é uma cambada de cinicos cobardes!

Beijos, AMIGO.

Serginho Tavares disse...

Concordo com o comentário da São acima. Depois quando criticam os judeus os mesmos vem dizer que as pessoas são anti semitas, mas eles são o que quando saem por ai matando inocentes que vão levar auxílio a outro povo?
Porque o mundo tem tanta pena dos judeus e passa a mão na cabeça do que eles fazem? Acho que estas respostas são bem evidentes mas ninguém quer responder!


Mais um excelente texto! Beijos meu amor, amo te.

Mari disse...

É gente, a situação não é fácil, mas não dá pra generalizar. Nem todos os judeus concordam com a posição que Israel tem tomado,como a maioria dos mulçumanos abomina o terrorismo. É bom saber diferenciar.

A sensação de impotência é a pior coisa...Se fez uns protestos aqui e ali, mas a gente não vê quase nada mudar. Vai precisar de maiores tragédias pra que medidas sérias sejam tomadas.

Clarice disse...

Considerando que quem sustenta financeiramente a ONU são os EUA...
Quando alguém tomará alguma medida séria?
Estamos numa colheita de coisas absurdas que já não há mais o que escolher: Coreias, Israel e Palestina, Sudão, Somália, Venezuela, Bolívia, Colômbia, Haiti, Jamaica e mais uma dúzia de conflitos e misérias.
Até concordo com Mari, pois o povo paga pelas cabeçadas dos governantes.
Abraço.