segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

CEIA E MESA DE NATAL

Não, não estou atrasado pois em Portugal tem-se o costume de manter a Mesa de Natal posta desde a Véspera de Natal até aos Reis.

Na essência o Natal pouco tem a ver com o nascimento do Cristo, mas sim com as festividades pagãs do Solstício de Inverno (Hemisfério Norte), em que se celebrava a abundância das colheitas e se inspirava os deuses para um pródigo novo ano agrícola que se iria iniciar.

Após a Ceia de Natal, com o tradicional Bacalhau Com Todos, o Peru Recheado (que fica óptimo acompanhado com castanhas assadas) e outras iguarias que podem variar com as capacidades financeiras de cada bolsa e o snobismo de quem recebe, é posta a Mesa de Natal, com toda a variedade de doces tradicionais da quadra e que ficará assim apresentada aos visitantes até ao fecho das festividades no Dia de Reis.

Para abrir as festividades começa-se por um bom prato de camarões cozidos ao natural, acompanhados dum bem fresco vinho verde.

Logo após vem o rei da festa; o Bacalhau com Todos (os Todos são as couves, batatas, ovo, cebolinha e outros vegetais que se queiram juntar a gosto na cozedura) tudo bem regado com azeite puro e alho picado miudinho. O acompanhamento bebível fica ao gosto individual podendo oscilar entre um Vinho Branco Maduro ou um Vinho Tinto Encorpado, pois o bacalhau é um peixe que aguenta bem a disputa com os paladares mais vincados.

E logo avançamos para o Peru Assado, que pode ser recheado ou não (dependendo das carteiras e mestria do cozinheiro ou da cozinheira). Este, sem dúvida, merece um bom Vinho Tinto Maduro.

Para fechar o repasto fica bem uma Canjinha de Galinha, que ajuda a dissolver as gorduras e auxilia na digestão.


Para sobremesa poderá vir um Arroz Doce bem tradicional, ou o popular Pudim Molotof (de claras e açúcar, apenas).

Fechamos com uma xicarazinha de café (pois a noite vai ser longa) e um digestivo que pode ser o ritualístico Vinho do Porto ou o divinal Vinho Moscatel das terras do Sado.

E é então que é montada a mesa das guloseimas de natal, que ficará ao dispor dos dedos mais sorrateiros e dos olhos mais cobiçosos, dos que se dispõem aos mimos da gula sem receio da balança.

Bolo-Rei, soberano, ocupa o posto central da Mesa

O Tronco de Natal, entrou mais recentemente na tradição mas passou a ocupar lugar vitalício

A Lampreia de Ovos é uma iguaria doce indispensável em qualquer mesa festiva portuguesa

Coscorões

Azevias (recheadas com doce de batata-doce ou doce de grão de bico)

Filhoses estendidas

Sonhos de Abóbora

Rabanadas (também conhecidas por Fatias Douradas ou Fatias Paridas)

Frutos secos

Castanhas-assadas (as chamadas Quentes e Boas!) são sempre um reconfortante aconchego nas frias noites de Inverno

Sangria (indispensável em qualquer confraternização portuguesa, mistela de vinho tinto, refrigerante de limonada e frutas frescas várias com gelo, açúcar a gosto e um pau de canela)

Espumante! (para as carteiras que puderem será Champagne mesmo), indispensável para qualquer brinde festivo


10 comentários:

Serginho Tavares disse...

E que natal farto temos em Portugal, agora me deu mais vontade ainda de ir ter!

Beijos meu amor, fizeste um post ricamente delicioso!

Hürrem disse...

Amigo ManDrag,
Esse post deu água na boca! Nossa que delícia esse natal ao estilo português! Eu amo sangria, rabanada e esse rocambole de chocolate nossa, um manjar dos deuses!! Coincidentemente, antes de passar aqui no teu blog, postei no meu o natal na Turquia!!! Estamos com as idéias conectadas!!
Um abraço grande e parabéns pelo post,por compartilhar conosco como é o natal português, assim pude conhecer um pouquinho mais desse país amigo e que sonho um dia conhecer ao vivo e a cores!

Beth/Lilás disse...

Vixi, amigo, esse teu post me deu vontade de sair lambendo de tão gostoso!
Eu adoro essas iguarias portuguesas e lembro-me bem das tais filhoses e bolo de reis que uma vizinha nossa fazia no meu tempo de criança.
Está esplêndido seu post, pois além de mostrar e falar sobre cada uma dessas delícias, ainda ensina historicamente o que quer dizer Natal.
O mundo ocidental resolveu instituir uma data para o nascimento do Cristo e aí perdeu-se toda a simbologia da data, incutindo religiosidade ao extremo e aí, que não vê ou segue por esta ótica, sente-se obrigado a entrar no clima de religiosidade. Eu não!
Há tempos, aproveito a cauda do cometa para celebrar a vida, a união e o amor entre os mais queridos que tenho por perto.
amei seu post!
bjs cariocas

Glorinha L de Lion disse...

Amigo Man Drag, após esse magnífico post, fez me crer que és um mestre cuca dos bons! Acho que deves mandar bem nos dotes culinários, isso tudo encheu-me a boca d'água! Quantas delícias...coisas que comi quando minha mãe e avó (portuguesa) eram vivas...Que saudade me deu dos Natais em família. Rabanadas, faço todos os anos, e só desmancho a árvore e o presépio (sim, sou uma atéia que tem presépio!) rsrs no Dia de Reis. Sigo a tradição da casa de minha mãe, pois meu pai fazia no no dia de reis e minha mãe no dia seguinte, dia 07. Teu post fez-me lembrar com todos os sentidos como eram bons meus natais de criança. Obrigada pela delicadeza e conhecimento de causa! beijos,

Lobo disse...

Castanhas assadas? Que diferente, até então eu só conhecia as fritas em óleo enfervescente! XD

Mas vou te dizer que de todas as coisas, a que mais me enche de água na boca é a canja! Te juro ahauahauh. ADORO canja XD

Um beijo Mandarg!

Paulo Braccini disse...

OMG... quero me esbaldar por dias em um local assim com tantas guloseimas ... sem medo de ser feliz ...

bjão

;-)

ps: me leva!!!

Clarice disse...

Essa mesa é para um batalhão. Que fartura! No dia seguinte jejum, com certeza! E isolamento.
Hoje´a passagem das terças tem jeito de finalização.
Obrigada pela companhia e presença constante.
Que cada dia de 2011 traga pelo menos uma alegria.
Muita saúde, disposição e inspiração. O resto vem de troco.
Feliz 2011 pra você e a quem você quer bem.

Diogo Didier disse...

Essa sua mesa me deu fome rsrsrsrssrs... Feliz Natal atrasado, mas repleto de sinceridade viu?!

E que o seu 2011 seja repleto de luz...bjoxxxxxxxxxxxxxx honey!

Mari disse...

Que delícia de post! Deu água na boca mesmo. :)

Estou aqui pra desejar um ano novo com muita saúde,amor,paz,harmonia e realizações.São meus votos sinceros pra vc.

António Rosa disse...

ManDrag

Que exuberância! Que fartura! Que lindeza.

Achei piada ver a canja no final, antes dos doces. Influências nortenhas, talvez!

Na minha família, ao longo dos anos, a canja passou para o dia 25.

Fiquei quase vesgo com a lampreia, que estou proibido de comer.

Na verdade, e desde há vários anos, que os mais natais não têm não têm nada disso, pois consegui fazer desse dia um dia 'quase' normal, com a excepção de algumas rabanadas que gosto muito.

Excelente post.