quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

ASSIM


Parece tudo assim tão simples!...

“Matei porque ele disse que me conhecia”, foi a justificação que Adnoel, de 20 anos, deu por ter morto à queima-roupa um caseiro de 43 anos, quando roubava um aparelho de DVD e a espingarda com que disparou o tiro fatal. E prossegue a descrição:

“Eu já sabia que tinha essa espingarda na casa e o DVD. Ontem, resolvi roubar, mas ele (Toinho) me reconheceu, aí tive que o matar. Mas na verdade, eu fui com a intenção de matar César (outro caseiro da fazenda), com quem eu tenho uma rixa. Mas ele não saiu, quem saiu foi o negão (Toinho), aí eu atirei, porque também ele me reconheceu. Se eu tivesse encontrado o César, ia gastar os 12 cartuchos na cara dele. Um dia ainda encontro ele. Eu não tenho medo de nada, mato qualquer um, pode ser quem for”.

Nota: A foto e o relato do assassino vieram do blog ROTA POLICIAL.

10 comentários:

Paulo Braccini disse...

e assim caminha a humanidade ...

me questiono! vale a pena prender estes caras? q nada ... some logo com este[s] trastes ...

;-)

Lobo disse...

A falta de limites faz isso com as pessoas.

A sensação de impunidade também.

E a falta de medo.

Porque consciência, não é todo mundo que tem.

Um beijo Mandrag!

Serginho Tavares disse...

Acho que monstros assim não mais tem jeito! São monstros e o que se faz com monstros? Acho que todos sabemos bem a resposta!

Beijos meu amor

São disse...

Nem tenho palavras para transmitir minha perplexidade face à indiferença pelo valor da vida humana que esta(s) criatura(s) assim demonstra(m).


Abraços.

Marisol disse...

É de cortar a respiração ao ponto de ir bem ao fundo do nosso ser mais primário para poder dizer sem complexos que em certos casos a pena de morte pode justificar-se.

Laurita & Oton disse...

É isto aí , meu amigo Manuel.
Assim caminha a injustiça neste País, onde não há prisão que leve estes bandidos a trabalharem muito,no pesado, apenas a troco da alimentação e sem direito a receber dinheiro pelos serviços prestados e visitas da família ou de amigos.Parabéns pelo seu trabalho.
Beijos
Laurita Xavier "um amor do Recife"

Diogo Didier disse...

Um absurdo!

E algumas pessoas insistem em dizer que a criminalização da homofobia é um erro, pode?!

António Rosa disse...

Terrível!

Hürrem disse...

Sim o Serginho disse TUDO são monstros não são mais seres humanos...e deveriam receber o tratamento de acordo com as suas monstruosidades! Mas o Governo quer dar bolsa presidiário para esse povo e isso sairá do nosso bolso! Como se não bastasse conviver com a violência, ainda teremos que sustentá-la!

Beth/Lilás disse...

Oi, amigo!
Desculpa a ausência, mas perdi os links amigos na troca de layout do meu blog.
Quanto a este post, só posso dizer que uma figura desta é um flagelo para a sociedade.
Nestes casos, sou a favor até de pena de morte, pois não creio em recuperação de uma mente vazia assim.
abs carioca