sexta-feira, 26 de novembro de 2010

RETOMANDO

Acção dos traficantes tentando retardar a intervenção policial

Quando as autoridades oficiais afirmam que estão retomando território aos traficantes isso revela incúria. O desleixo com que o regime trata as questões sociais.

Não se acredite que com o sucesso de algumas operações policiais de repressão o problema do tráfico fica resolvido, pois não fica de modo nenhum. O poder que o tráfico atingiu no Rio de Janeiro e um pouco por todo o Brasil, é a consequência do infame desleixo com que a classe política sempre abordou as questões de justiça social.

Justiça Social, Educação e Cidadania. Três questões fundamentais que a sociedade brasileira ainda não aprendeu, nem entendeu a verdadeira necessidade delas para construir uma nação saudável e socialmente pacífica.

Blindados da Marinha chegando em auxílio das forças policiais

Tomando posições

Traficantes foragidos chegando ao Complexo do Alemão em busca de refúgio

É isto uma cidade entregue ao desleixo, preparando-se para receber grandes eventos desportivos mundiais.

Será que se não fosse a proximidade do Mundial de Futebol de 2014 e as Olimpíadas de 2016 teria havido uma intervenção tão enérgica das autoridades? Eu quero acreditar, com toda a minha ingenuidade, que sim.

Mas... Acções destas não eliminam o problema! Apenas desmantelam alguma organização e disseminam o mal para outras regiões.

11 comentários:

Glorinha L de Lion disse...

Concordo inteiramente contigo, amigo. Nós, das cidades próximas, já sentimos esse fuga para cá...Prender bandidos, não é para isso que serve a lei e a polícia? Pobre de nós, cariocas...o que fizeram com a nossa cidade...? beijos tristes,

Serginho Tavares disse...

Sei não, eu acho que se o Rio de Janeiro não estivesse tão evidência quanto está agora as coisas continuarim do mesmo jeito e acredito que se não começarem a resolver os problemas de ordem moral, educacional e judiciária as coisas voltarão ao que era antes!
Uma lástima, mas era uma guerra anunciada e a culpa nao é so dos governantes mas principalmente da população omissa!
Rezo para que essas coisas surtam efeito e que promovam as mudanças necessárias, mas se o povo não tomar as rédeas da situação tudo volta ao que era antes!

Excelente post meu amor
Beijos

Paulo Braccini disse...

perfeita a sua percepção amigo ... tb dentro de minha ingenuidade torço para q as ações presentes sejam o início de medidas sérias q cortem o problema pela raíz ...

bjux

;-)

São disse...

Mas tudo isto começou porque razão?

Qual foi o pretexto desta vez?

Só me lembro das imagens tenebrosas que vi pela televisão quando estive em Fortaleza e houve um assalto à favela da Rocinha!

Um abraço

Beth/Lilás disse...

Querido amigo,

Perfeitas suas colocações e acabo de fazer um post falando justamente sobre tudo isso, com a visão de uma carioca da gema que quer sua cidade de volta.
Passe por lá e dê sua opinião, please.
bjs cariocas

Lobo disse...

Creio que mesmo se não fosse a copa e as olimpíadas, isso teria sido feito sim. Porque nesse caso, foi mais um estopim, uma resposta a provocação. Se fossem outra situações do dia a dia, talvez não, mas foram muitas ocorrências em série... e ainda tem coragem de dizer que o crime não é organizado...

Um beijo!

Mari disse...

Dói pensar nos meus familiares e amigos por lá...A população está com muito medo.

Beth/Lilás disse...

ManDrag!
Muito obrigada pelo seu comentário que como sempre é muito rico e visto de maneira ampla sobre o tema social e político em que vivemos.
Tomei a liberdade de colocar um trecho dele para complementar o meu post. Se quiser verifique e mais uma vez, obrigada por sua participação sempre educada e compromissada com a vida.
um ótimo final de semana por aí.

António Rosa disse...

Até para quem vive no estrangeiro, esta batalha vinha-se adivinhando. Devia ter sido há 20 anos. Foi agora. As razões estão super estudadas e analisadas e debatidas em todo o lado. Ocorreu no Brasil, desde o presidente Fernando Henrique, seguido de Lula (e sei que muitos não gostam dele) que «emergiu» uma nova classe média (ainda baixa) com um maior poder de compra e acesso ao consumo que só era possível até agora a uma classe média alta, cheinha de medo do povo das barracas. Tudo muito lindinho.

Estou como tu, será que o problema da droga será erradicado? Não é um problema só do Brasil.

Tu és daqui (Portugal) e talvez te recordes que também deitaram completamente abaixo aquele bairro de Lisboa que era o «centro comercial da droga». A droga desapareceu? Não, mudou-se de sítio. Agora está nos bairros de classe média. O mesmo vai acontecer no Brasil. É assim em todo o mundo.

Hürrem disse...

Concordo com o Serginho, todos nós ja sabiamos que um dia a coisa iria estourar lá no RJ, uma pena mesmo terem deixado as coisas chegarem a tal ponto. Vamos torcer para que o RJ saia dessa e seja realmente a cidade maravilhosa! Abraços

Clarice disse...

Só espero que não tenham dinheiro para aportar aqui. Que sejam presos antes e se entendam entre eles denteo das prisões. Isso é um balaio de siri, porque nenhum problema está dissociado de outros. A Utopia é muito boa na literatura. O país perfeito e a cidade ou sociedade perfeita não existem. Pelo menos não são fáceis de conseguir.
Temos pouco mais de 500 anos. A Europa tem muitos quilômetros a nossa frente e tem os mesmos problemas. Com outros nomes.
Depois dos tanques que venhas as obras sociais.
Uma das cenas amis tocantes foi o pai entregando o próprio filho e outra a de uma mãe dizendo que o filho de 4 anos agora iria aprender o nome de outras coisas, não de armas.
Enfim, tempo de constuir e acreditar um pouco. Crimes e bandidos sempre existirão em toda parte, mas ver crianças sorrindo nas ruas, como diz o comercial...não tem preço!
Abraço.