quinta-feira, 2 de setembro de 2010

FOME LEGAL

Desordem e confusão em Maputo (01 de Setembro de 2010). O povo saiu à rua em protesto contra o aumento dos preços, o que leva a mais fome e dificuldade de sobrevivência para os mais pobres e desempregados que se amontoam nas periferias miseráveis da cidade ( como em todas as grandes cidades africanas).

Confrontos com a as cargas policiais resultaram em mortos (consta-se que seis, entre os quais duas crianças) e dezenas de feridos. Pneus incendiados nas ruas, estabelecimentos comerciais assaltados e vandalizados. A cidade parou e refugiou-se em casa. As vias de acesso ficaram bloqueadas e o sistema de transportes parado.

Agora receia-se que, a exemplo do que já aconteceu anteriormente, os protestos alastrem pelo resto do país.

Um cidadão lamenta-se: “Estávamos avisados de que isto ia acontecer... é pena que, como sempre, degenere em vandalismo...”. A Policia declarou que os protestos eram ilegais, pois nenhuma organização pediu a necessária autorização para se manifestar.

O governo moçambicano diz que o pais vive em democracia. Sim, já nos vamos habituando que nas democracias seja ilegal pedir melhores condições de vida. É ilegal que os pobres peçam que lhes saciem a fome. Só não é ilegal os abastados e detentores do poder esbanjarem indecentemente na maior das impunidades, engordando as contas bancárias com o pão que roubam da boca dos pobres.

5 comentários:

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

Que triste... sim, hoje eles tem democracia. Masz apenas isso, apesar de ser condição essencial, não garante a nenhum cidadão o prato cheio à mesa.
Uma tristeza que a democracia não chega para muitos. O mundo não sabe dividir o pão com igualdade e responsabilidade.

triste mesmo...fico sentido com essas coisas.

bom dia

São disse...

Para quem passa mal e para ti , o meu abraço solidário.

Saudades.

Serginho Tavares disse...

Lamentável mas se isto é democracia então não sei o que significa mais essa palavra!

Beijos meu amor. Sei o quanto te dói ver sua terra assim.

António Rosa disse...

Não é democacria. É oligarquia. Conheço bem por ter vivido 30 anos. Sábado sai um artigo meu (astrológico) a explicar algumas coisas.

Abraço.

Mari disse...

Um estado democrático nas leis e não nas praticas...desse tipo há muitos.