quarta-feira, 11 de agosto de 2010

BEBENDO NEVOEIRO

O engenho e inventividade do povo acabam sempre por prevalecer às adversidades, quando este não se remete à apatia néscia de ficar esperando a intervenção das autoridades.

A foto foi tirada perto de Bellavista, uma aldeia a cerca de 16 Km de Lima, Peru (região assolada pela seca onde chove menos de 1,5cm por ano). São redes de apanhar nevoeiro.

Devido à escassez de chuva a água é um recurso raro. Com algumas redes de malha fina, esticadas sobre uma calha de meia-cana, os aldeões conseguem recolher a humidade do nevoeiro que passa sobre os montes vizinhos e assim disporem do precioso líquido que todos nós precisamos para sobreviver.

Segundo os conservacionistas (que ajudaram na implementação do projecto), com poucos recursos e algum voluntariado uma aldeia pode montar redes colectoras de nevoeiro e conseguir centenas de litros de água por dia.

Afinal este é o Planeta Azul. A água está aí por todo lado. Porque nos atormentarmos privados dela?

Nota: foto e recolha de informação National Geographic.

10 comentários:

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

Achei incrível! Uma maneira inteligente de aproveitar a água que está no ar. E como ajuda em locais que há pouca água, mto interessante.

Paulo Braccini disse...

Incrível!

;-)

Guará Matos disse...

Lavoisier Vive!
"Na natureza nada se cria nada se perde tudo se transforma".

Abraços.

Serginho Tavares disse...

Enquanto isso por aqui não se aproveitam todo esse vento que temos aqui pra fazer energia!

Beijos meu amor. Adorei o texto. É de gente assim que sabe aproveitar a natureza, somando e não diminuindo, que precisamos!

São disse...

Um inteligente exemplo a seguir!
Abraço-te, amigo meu.

Lobo Cinzento disse...

Eu já conhecia essas redes.

Eu acho que certas coisas são tão simples de conseguir... as pessoas que gostam de por empecilho em tudo...

Abração!

Beth/Lilás disse...

Oi, amigo!
Que coisa fantástica!
Não conhecia esta técnica, mas o homem encontra sempre a solução para os problemas, isso já é de nossa natureza.
um abraço carioca

Pedro disse...

Fiquei maravilhado com a inventividade deste povo. Inventividade e iniciativa que faltam a tantos por aí... Mas tudo bem; esse é um dos casos que ainda alimentam minha fé no ser humano.

Fico feliz que tenha gostado do meu blog, também gostei muito daqui!

Hasta!

Mari disse...

Tb não conhecia essa técnica. Estou surpresa pela quantidade de água que se pode acumular por esse método. Imaginava algumas pequenas gotas e poucos litros...Impressionante!

Clarice disse...

Além disso, que é uma maravilha de progresso, vi que algumas comunidades aprenderam a usar a luz e calor do sol para cozinhar lá nas alturas.
Abraço.